>

Produtor cultural Pena Schmidt fala sobre as mudanças trazidas para a música pelo Napster, que completou 10 anos no mês de junho.

Fonte: IDGNOW

Neste mês de junho, faz 10 anos que o Napster, programa que permitia trocar músicas livremente pela web, foi lançado. Mais do que permitir a troca de arquivos protegidos por direitos autorais, o Napster ajudou a mudar a maneira como as pessoas consomem música e os sistemas usados para distribuir trabalhos de novos – e velhos artistas.

Quem comenta mais sobre o impacto do Napster na indústria da música e o que deve acontecer daqui para frente é Pena Schmidt, produtor cultural e superintendente do Auditório Ibirapuera. Para ele, a troca de músicas “não pode ser mais controlada” e “os novos artistas devem se preocupar mais em ter um PC com banda larga” do que assinar um contrato com uma grande gravadora.

Pra ouvir a (super interessante!!!) entrevista com o Pena Schmdit, clique AQUI!
Anúncios